Notícias <<VOLTAR

Fundação Cultural dá primeiros passos para reativação do projeto Polo Cultural

05/09/2017

A Fundação Cultural de Uberaba está dando início a importantes ações e iniciativas para a reativação do Polo Cultural, um projeto que reunia as principais secretarias de Cultura da região com o objetivo de fortalecer a área cultural regional, criando integração e intercâmbio de cultura entre os municípios.

Uma das ações foi a participação, na última sexta-feira (01), de artistas uberabenses no aniversário da cidade de Conquista. Na comemoração, a integração cultural aconteceu com apresentações da Orquestra Municipal de Uberaba, Orquestra Viola de Ouro, Tambor de Crioula, o grupo de dança WAssis, terno de Congo Pavão Dourado e também a participação da Casa de São Benedito da Cruzada que Xangô, que apresentou o Bumba Meu Boi. Eles abrilhantaram a festa de Conquista com o enriquecimento cultural e a integração dos artistas com o público regional.

Outra ação é que a Fundação Cultural, em parceria com o Governo Municipal de Sacramento e apoio cultural da Câmara de Sacramento e do Instituto Madiba, apresentam na cidade a exposição "Áfricas: Herero, Himba, Pokot e povos nômades", da fotógrafa internacional Alice Kohler. A exposição, que foi de grande sucesso no I Circuito Internacional de Cultura do Memorial Chico Xavier e no Praça Uberaba Shopping, está agora na galeria de exposições temporárias da Casa da Cultura Sérgio Pacheco, e segue aberta ao público de Sacramento até quarta-feira, dia 6.

O presidente da Fundação Cultural, Antônio Carlos Marques, explica que as ações na região já refletem positivamente a importância de se fortificar os laços regionais de cultura. “Uberaba já foi considerada a Capital da Cultura em nossa região, e queremos mostrar todo este potencial com o retorno do Polo Cultural. Este projeto pretende trazer vantagens para todas as cidades participantes, pois com a união podemos inclusive baratear serviços e proporcionar um intercâmbio cultural cada vez mais significativo”, destaca o presidente.

O Polo Cultural (Pocultap) nasceu nos anos 90 e reuniu grande parte das secretarias de cultura da região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Faziam parte do projeto as cidades de Uberaba, Uberlândia, Araxá, Patos de Minas, Patrocínio, Ibiá, Monte Carmelo, Douradoquara, Estrela do Sul, Ituiutaba, Cachoeira Dourada de Minas, Tupaciguara, Pratinha, Pedrinópolis, Santa Juliana, Nova Ponte, Carneirinho, Iturama, Itapagipe, Araguari, Frutal, são Gotardo, Canápolis, Capinópolis etc. Finalizou seu primeiro ciclo em 1999.

O objetivo do Polo Cultural era fortalecer a área cultural da região, criar uma integração cultural e alavancar o turismo, levando para cada município informações culturais, cursos, palestras e orientações para a formação de casas culturais, além de centros de documentação e arquivos, intercâmbio de shows musicais e exposições itinerantes vindas da Secretaria de Cultura do Estado e dos municípios ligados ao Polo Cultural.

A reativação deste grande projeto, segundo a Fundação Cultural de Uberaba, será uma oportunidade de novamente reunir as secretarias e departamentos de cultura e turismo da região com o objetivo de criar intercâmbios culturais, desenvolver projetos e buscar parcerias de interesse para a região, bem como conhecer a realidade de cada município e fortalecer as ações culturais destes municípios.


Luiza Carvalho – Jornalista
Comunicação PMU/FCU

<<VOLTAR